Archive for the 'Uncategorized' Category

Alice e macarons!!!!

Essa é para quem vai à Paris!!! O criador do macaron, Ladurée, lançou esta caixa de música com ilustrações de objetos que remente à história de Lewis Carrol. É linda, não?!!!!! E dentro, bem tem macarons (se pronuncia: macarrons)!!! Voilá.

Ladurée, 16 rue Royale 74008 Paris- metrô Madeleine.  http://www.laduree.fr

Anúncios

Mais um pedacinho do filme Alice!!!!

]

À espera da Alice do Tim Burton!!!!

Eu adoro a história fantástica de Lewis Carrol, Alice no país das Maravilhas. Adoro!!! O Tim Burton… assim, podem imaginar como estou ansiosa com a estréia do filme que une essas duas coisas maravilhosas. Tenho que esperar mais um pouco, o filme só estréia no Brasil em 25 de abril…. até dá para ler sobre as estréias e efeitos do filme pelo mundo, ler a edições do livro de bolso (J. Zahar, por R$ 19,90) ou a da Cosacnaify (R$ 45,00). Ah! Também tem o trailler do filme!!!

E para beber… “Jesus”!!!!

refrigerante cor de rosa

Quem é do Maranhão ou já foi por lá, sabe do que estou falando.

Jesus é um guaraná cor de rosa, com sabor adocicado e que lembra vagamente cravo e canela. Segundo reza a lenda o refrigerante leva 17 ingredientes, entre eles as especiarias vindas do oriente.

O guaraná Jesus foi criado em 1920 pelo farmacêutico Jesus Norberto,  em São Luís, Maranhão. O refrigerante foi criado, ainda segundo a lenda, acidentalmente quando Jesus tentou sintetizar o remédio que estava em voga no momento com uma máquina de gaseificação importada.

Além do cravo e da canela o refrigerante leva também extrato de guaraná e outros segredos de fabricação. Devido a popularidade da bebida na região a Coca-Cola comprou a marca e segue produzindo e comercializando o Guaraná Jesus no Maranhão, único lugar onde se pode provar essa bebida.

Ah! E como pode se perceber o nome do guaraná nada tem de religioso, mas simplesmente leva o nome do seu criador acidental. Mas um detalhe no Maranhão é comum encontrar pessoas cujo nome é Jesus!!!

Jesus na latinha

A natureza e o homem como fatores de destruição!!!

imgExpAmpliacaoRobertPolidori6Teve início na sexta-feira, 09 de dezembro, uma exposição de 39 fotografias de Roberto Polidori no Museu da Casa Brasileira (MCB), em São Paulo. Robert Polidori é um fotografo canadense que expõe no Brasil seus principais ensaios fotográficos realizados desde os anos 80. As séries sobre Havana e Beirute; as cidades de Pripyat e Chernobyl, quinze anos após o acidente nuclear ocorrido em 1986; e Nova Orleans devastada pelo furacão Katrina, em 2006. As lentes de Polidori criam um comentário ácido sobre as conseqüências de diferentes políticas internacionais e trata de grandes desastres naturais ou sociais que marcam a história contemporânea, registra a ação do tempo sobre as coisas, e o impulso humano de construção e destruição. Robert Polidori nos mostra nestas 39 fotografias expostas como o mundo destroçado pode ser belo, sem, no entanto, deixar de causar um profundo mal-estar. Os mesmos detalhes que criam imagens de uma beleza estonteante, mas que em nenhum momento é apaziguadora, registram em nossa memória o porquê dessas diferentes tragédias. 

Lares destruídos

Lares destruídosRoberto Polidori expõe as mazelas do mundo

Carla Bruni – Quelqu’un m’a dit

Platônico!!!!

É medo o que sinto. Mas também é um inexplicável torpor. É uma espécie de fogo ainda mais poderoso que me consome horas e horas, dias e dias, há anos… Que me move, me faz viva, me acompanha enquanto espero o dia em que finalmente terei tocado todas as tuas partes, em que terei a visão de tua forma total. Sonho com tua plenitude sussurrada aos meus ouvidos, sinto o sal do teu suor e o toque de teus dedos, os teus lábios, o teu peso, a tua leveza. Decido ir à tua procura, mas o recato, ou seria mais uma vez o medo? Não me deixam seguir. Uma parte de mim, então, se desfaz, se despedaça, a realidade me invade destrutiva e meus sonhos… Deliciosos sonhos me escapam nas miudezas do cotidiano. Tua visão, no entanto, invade meus pensamentos mais uma vez… Penso em todas as mulheres que já tivestes, de outros seios que já segurastes, das paixões arrebatadoras que já nutristes por outras… Não importa!!! Estás na minha vida o tempo todo. Visto e desvisto, me desnudo, hoje mesmo estaremos juntos, talvez um vinho, uma boa e longa conversa, quem sabe o amor… Será o encontro do adeus. Adeus a quem nunca tive. Nem mesmo precisarei falar, tudo já estará dito… O medo, o sangue a subir e descer quente por todo o corpo, o desejo, o medo outra vez. Então te direi, adeus… Eu queria dizer adeus, mas estou indo ao teu encontro finalmente amor meu.


outubro 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031